4 dicas de aprendizagem para melhorar seu estudo

Jovem aprendendo melhores maneiras para estudar

Obter conhecimento na era da informação parece uma tarefa fácil, não é mesmo? Contudo, diante de tantos conteúdos e informações, a aquisição de um saber substancial pode ficar comprometida, seja pela falta de tempo ou por conta da fragilidade dos métodos que são utilizados para transmitir determinada sabedoria.

Se a tecnologia evoluiu, assim como os valores de nossa sociedade, parece contraditório recorrer apenas aos meios tradicionais. Muitas pessoas têm o acesso à ciência, mas acabam se perdendo ao tentar aprender algo de uma maneira mais ágil, prática ou aplicada. Levando isto em consideração, preparamos 4 dicas de aprendizagem que potencializarão seus estudos.

1. Saia do básico

Acredite você ou não, o desenvolvimento tecnológico não serviu apenas para o surgimento em massa de vídeos com filhotinhos fofos. Mais importante do que contar com meios distintos de aprendizado é saber utilizá-los da melhor forma.

Se você não é adepto dos textões, busque por outros tipos de fonte. Frequentar palestras ou assistir videoaulas em um curso online pode ser uma alternativa excelente para adquirir conhecimentos variados.

Veja documentários ou filmes sobre o assunto que deseja aprender. Faça anotações, leituras dinâmicas, observe. Busque por situações práticas que se relacionem ao assunto e faça um verdadeiro trabalho de campo.

Enfim, vale tudo para que você não fique entediado durante o processo. Mudar as táticas que utilizamos na hora de aprender é fundamental para abrir de vez nossas perspectivas e enxergar outras questões, deixando aquilo que não importa de lado e ganhando uma visão privilegiada.

2. Faça relações com algo que já conhece

Se você ama fotografia, mas não entende absolutamente nada de jardinagem, não é preciso se desesperar quando colocar a mão na terra pela primeira vez.

Ao associar uma nova sabedoria àquelas previamente adquiridas, tudo fica melhor. Quando fazemos comparações de uma área que dominamos com outra na qual somos iniciantes, por mais distintas que sejam, a tendência é fazer com que o cérebro trabalhe de uma outra forma, aproveitando aquilo que ele havia guardado previamente.

Além disso, quando você lembra de algo que gosta muito, certamente transferirá um pouco desse afeto para a nova aprendizagem.

3. Ensine

Não importa se você ainda não domina a área — deixe a modéstia um pouco de lado e se proponha a ensinar o pouco que sabe a outras pessoas.

Acredite, fazer isso é um jeito de revisar seus conhecimentos, colocá-los à prova e praticá-los: tudo ao mesmo tempo. E você pode ajudar alguém.

4. Conheça seus limites

Se você cansou, pare um pouco e recomece depois. Querer saber tudo de uma vez não só é impossível como também exige demais de nossas cabeças.

Reconhecer quando o estudo já deixou de ser produtivo é um grande mérito, pois evita que criemos alguma aversão sobre a temática estudada. Também é importante frisar que o senso de limitação, ao contrário do que parece, pode potencializar a criatividade e fazer com que essas dicas de aprendizagem rendam mais ainda.

Gostou do post? Tem alguma outra dica para dividir conosco? Deixe um comentário com suas impressões!

Saibalá

A Saibalá é uma plataforma de conteúdos nas áreas de Economia Criativa, que propicia uma experiência de aprendizado inovadora, através do know how de quem realmente sabe. Nós fornecemos conteúdos relevantes e atualizados, pela ótica de agentes da inovação. Oferecemos acesso a seus ambientes reais de trabalho, através de cursos com qualidade e narrativa cinematográfica, em uma experiência como você nunca viu.

Deixe um comentário
Share This